A regra do ABCDE na detecção do câncer de pele

Há dois tipos básicos de câncer de pele e muito diferentes entre si: o melanoma e os tumores epiteliais (não-melanoma).

O melanoma é o menos frequente entre todos os cânceres da pele (4% dos casos), porém é o mais grave e de pior prognóstico, com o maior índice de mortalidade. Entretanto, a chance de cura é de mais de 90% se houver diagnóstico precoce.

Por isso, o autoexame de pele pode ser muito útil no rastreio das lesões. Incluir o parceiro ou alguém da família é essencial para avaliação de áreas menos visíveis, como couro cabeludo, costas e solas dos pés.

Os sinais benignos tendem a ser simétricos, com bordas regulares, coloração uniforme e menores que 6 mm de tamanho. Aqueles que não se encaixam nesse padrão são suspeitos e devem ser verificados.

Os especialistas dão uma dica na observação dos sinais na pele, a chamada regra do ABCDE:

  • AAssimetria: uma metade da pinta é muito diferente da outra metade.
  • BBordas irregulares: as pintas não são lisas e apresentam irregularidades nas bordas.
  • CCor: a coloração não é a mesma em toda a pinta, há diferentes tons de marrom, preto e, às vezes, azul, vermelho ou branco.
  • DDiâmetro: a pinta é maior do que 5 mm (0,5 cm).
  • EEvolução: mudanças da aparência ou crescimento rápido de uma pinta.

Fique atento e faça o autoexame, mas lembre-se de que apenas um médico pode dar o diagnóstico final e indicar o melhor tratamento.

Responsável Técnico: Dr. Bruno Lemos Ferrari - CRM-MG 26609